AÇORESMADEIRAALENTEJOALGARVEBEIRA INTERIORBEIRA LITORALMINHORIBATEJOESTREMADURATRÁS OS MONTES

  Googl 

Busca Mundial Busca  Portugalweb.net

INDEX

APENDICE:

ALDEIAS

FOTOS

MAPAS

TEMPLÁRIOS

MONUMENTOS NACIONAIS

GLOSSÁRIO

FORTES E FORTALEZAS:

S. João Baptista

S.Neutel

Forte de Crismina

S.Francisco

Forte de Santa Catarina

Fortaleza Ponta da Bandeira

Torre da Medronheira

Fortaleza de Nossa Senhora da Luz

Portugal no mundo:

FORTES E FORTALEZAS

Fortalezas de Portugal

CASTELOS DO MUNDO

BRASIL

 Discover the castles of the Algarve
THE LIBRARY OF IBERIAN

RESOURCES ONLINE

A SOCIETY ORGANIZED FOR WAR
 

  MY CASTLE  WEB RING


pordata

BRASIL500

Casa para férias na Guarda

 

 
 
HISTÓRIA E PATRIMÓNIO  DE ÓBIDOS

 

História                                   Património

« Restabeleçam sobre os alicerces que ainda existem alguns dos velhos edifícios arrasados pelo terramoto de 1755; suprimam não mais de uma dúzia de construções deste século; dêem ao que fica a ligeira restauração cenográfica de alguns detalhes arquitectónicos e, sem tocarem na disposição geral das ruas e no agrupamento das casas, aqui têm ÓBIDOS, fielmente e integralmente ressuscitado, um velho burgo português de há trezentos anos » - Ramalho Ortigão.

  História - Cronologia geral da História de Óbidos

Neolítico - Vestígios de um povoado pré-Campaniforme no outeiro da Assenta-Óbidos.
Séc I-V - Ocupação romana dominante.
c. Séc I - Fundação da cidade romana de Eburobrittium (no vale do rio Arnóia junto à actual Vila de Óbidos).

- Tradicionalmente indica-se o período Romano para a fundação do templo de Júpiter, transformado em Ig. Cristã (Ig. de S. João do Mocharro).

- Construção de diversas pontes sobre o Rio Arnóia. O único vestígio hoje visível é a ponte junto a A-dos-Negros.

- Formação do topónimo "Óbidos" a partir do vocábulo romano oppidum.

Séc V aVIII - Ocupação Visigótica dominante.

- Tradicionalmente indica-se o período visigótico para a fundação de uma igreja Cristã no mesmo local onde hoje se ergue a Ig. de Sta. Maria.

- Instituição da Capela de Sta. Justa e Sta. Rufina num outeiro junto à Lagoa de Óbidos (?). Foi demolida no séc. XIX.

Séc VIII-XII - Ocupação árabe dominante.

- Edificação ou re-edificação do castelo.

- Tradicionalmente indica-se este período para a conversão da Ig. de Sta. Maria em Mesquita.

- Minoria cristã moçárabe provavelmente concentrada na malha urbana chamada arrabalde do Mocharro.

1148 - Tomada de Óbidos aos Mouros pelas tropas de D. Afonso Henriques.
c. 1148 - Nomeação de S. Teotónio como prior da Ig. de Sta. Maria. Instituição da Colegiada(?).
1148-1185 - Constituição da zona da Mouraria, posteriormente Judiaria (hoje a área da Rua Nova).

- Tradicionalmente aponta-se o reinado de D. Afonso Henriques para a constituição de zonas com indivíduos segregados socialmente: as Caldas de Óbidos (hoje da Rainha) para os condenados por crimes e A-dos-Negros para os Mouros.

1186(?) - Fundação da Ig. de S. Tiago do Castelo e Torre Albarrã.
1195 - Provável 1ª carta de povoação da Vila de Óbidos.
Séc XII (final) - Construção da Sinagoga de Óbidos.(?)
Séc XII-XIII - Construção da Ig. de S. Pedro
Séc. XIII - Instituição da Capela de N. S. de Monserrate.
c. 1210 - Doação da Vila de Óbidos por D. Afonso II à Rainha D. Urraca (primeira doação às Rainhas de Portugal).
c. 1245 - Óbidos mantém-se fiel ao partido de D. Sancho II, na contenda com D. Afonso III.
c. 1246(?) - Fundação do Convento das Donas Emparedadas (dominicanas) e da respectiva Capela (Sr. Jesus dos Milagres).
c. 1246-50 - Construção do oratório de N.S. da Graça.(?)
1288(?) - Obras no Castelo, talvez o aumento das paredes dos torrões do lado norte.
Séc XIV - Expansão habitacional entre a Ig. de Sta. Maria e a Ig. de S. Pedro (anteriormente área rural com poucas casas).
c. 1309(?) - Fundação do hospital e confraria do Espírito Santo pela Rainha Santa Isabel, bem como a gafaria.
1320 - Instituição da Capela de S. Martinho por Pero Fernandes.
1326 - D. Dinis e a Rainha Sta. Isabel estiveram em Óbidos durante os meses de Julho e Agosto.
1336 - Nascimento de D. João de Ornelas, Abade do Mosteiro Cisterciense de Alcobaça (1381). Foi um dos principais defensores do partido de D. João I na crise dinástica de 1383-1385 . Morreu em 1414.
1339 - Instituição da Capela S. Luís Rei de França (destruída no terramoto de 1755).
1357-67(?) - Instituição da Capela de S. Lourenço, na Ig. de Sta. Maria, por Rui Nunes de Aboim.
c. 1370 - D. Fernando amplia a muralha.
c. 1370 - Construção da nova Torre de Menagem.

- Na porta da vila existe um oratório dedicado a Nossa Sra. da Piedade. Incorrectamente a tradição diz que foi fundado por D. Afonso Henriques.

1383 - Alcaide de Óbidos pronuncia-se a favor da legitimidade de D. João de Castela ao Trono de Portugal, em detrimento do mestre de Avis (futuro rei D. João I).
1384 - D. João de Castela, pretendente ao trono de Portugal, esteve em Óbidos.
1386 - Instituição da Ermida de Santo Antão por Antão Vaz Moniz.
1415 - Compromisso da Colegiada de Sta. Maria (em uso até 1834).
1422 - (12 Agosto) - D. João I assinou em Óbidos a ordenação da passagem cronológica da Era de César para a Era do nascimento de Cristo.
1434 - D. Duarte sujeita o oratório da Quinta do Alentejo ( Capeleira ) ao colégio de S. Salvador de Vilar de Frades.
1441 - Tradicionalmente a data 15 de Agosto, dia de N. S. da Assunção, é apontada para os esposais do Príncipe Real D. Afonso (V) com D. Isabel (de 10 e 8 anos respectivamente). A cerimónia foi oficiada pelo arcebispo de Braga e realizada na Ig. de Sta. Maria.
1475-1482 - Fernão Anes de Óbidos nomeado guarda-mor da Torre do Tombo, sucessor no cargo a Gomes Eanes de Zurara no reinado de D. Afonso V.
1485 - Fundação do Hospital Termal das Caldas de Óbidos (hoje da Rainha) pela Rainha D. Leonor.
1491 - A Rainha D. Leonor (mulher de D. João II) retira-se para Óbidos para chorar a morte do seu filho, o Príncipe Real D. afonso, morto num acidente nas margens do Tejo junto a Almeirim.
séc. XV (final) - Construção do Cruzeiro da Memória, talvez em substituição de outro do tempo de D. Afonso Henriques (?).
1498 - Tradicionalmente afirma-se ser esta a data da fundação da Santa Casa da Misericórdia de Óbidos (outros indicam 1511), e que nesse ano esteve em Óbidos o confessor da Rainha, Fr. Miguel Contreiras.
Séc XVI(inic.) - Reconstrução do paço dos alcaides por D. João de Noronha ("o Moço").
1505 - Fundação do Convento das Berlengas, transferido para Vale Benfeito em 1545.
1513 - (20 Agosto) D. Manuel I outorga o Foral Novo à Vila.
1525 - Realização do túmulo do alcaide D. João de Noronha e D. Isabel de Sousa (sua mulher). O testamenteiro para a edificação do túmulo foi D. Diogo de Sousa, arcebispo de Braga (e irmão de D. Isabel).
c. 1527 - Instituição das cadeiras de Matemática e Teologia Moral (a 1ª extinta c.1600 e a 2ª em 1765).
1530 - Integração do Hospital e património de S. Vicente dos Gafos na Misericórdia de Óbidos.
1535 - Início da construção de um Convento em vale Benfeito dedicado a N.S. da conceição, dos monges jeronimitas que vieram do Convento das Berlengas.
1537 - Renovação do antigo Convento das Donas Emparedadas e sua adaptação a paço da Rainha.

- Instituição das merceeiras pela Rainha D. Catarina (extintas em 1775).

1540-1550 - Garcia Fernandes (oficina) pinta os painéis de S. Vicente para a capela da gafaria.
1560 - Fundação do Convento franciscano de Trás-do-Outeiro dedicado a S. Miguel.
1571 - Reforma da Ig. de Sta. Maria pela Rainha D. Catarina.
1573 - Rainha D. Catarina contrata a construção do aqueduto da Usseira e em troca recebe da Câmara as várzeas (produto do assoreamento da Lagoa).

- Construção do chafariz da praça de Sta. Maria.

- Construção da Ermida de Sta. Iria.

c. 1590 - Diogo Teixeira pinta o tríptico de S. Brás da Ig. de Sta. Maria.
1596 - Escultor Álvaro Fernandes executa o púlpito da Ig. da Misericórdia.
1599 - Reforma da Capela de N. S. de Monserrate pelo padre Luís Francisco.
c. 1600 - Belchior de Matos pinta o retábulo da Capela de N. S. de Monserrate e também um retábulo para a Ig. de Sta. Maria Madalena de A-dos-Negros.
1600-1610 - Belchior de Matos pinta o retábulo da Ermida de Sto. Antão.
1601 - Nascimento de Fr. Luís de Sá, reitor do colégio de S. Bernardo de Coimbra, decano da Faculdade de Teologia e vice-reitor da Universidade de Coimbra. Morreu em 1667.
1602 - Transferência do Convento de S. Miguel de Trás-do Outeiro para as Gaeiras.
1615 - Belchior de Matos pinta retábulo-mor da Ig. da Misericórdia.
1628 - André Reinoso pinta novo retábulo-mor e arco triunfal da Ig. da Misericórdia.
1630 - Nasce Josefa d'Ayala e Cabrera ( Josefa d'Óbidos ), filha do pintor obidense Baltazar Gomes Figueira. Morreu em 1684.
1636 - Instituiu-se o Condado de Óbidos. Primeiro Conde D. Vasco de Mascarenhas.

- Colegiada e sede da paróquia de S. João Batista do Mocharro transfere-se para a Capela de S. Vicente.

1643 - D. João IV ordena a reparação das Muralhas.
1650 - Aterro do "Rio do Meio", onde consta ter existido uma ponte (romana?), devido ao reajuste do Rio Real.
1658 - Reforma da Ig. de S. Maria Madalena de A-dos-Negros (antigo templo gótico).
1661 - Josefa de Óbidos pinta o retábulo da Capela de Sta. Catarina da Ig. de Sta. Maria.
c. 1670 - Josefa de Óbidos pinta o retrato do beneficiado Faustino das Neves, um dos mais célebres retratos portugueses do séc. XVII.
1672 - Padres da congregação de S. Filipe Neri instalam-se na antiga Ig. de S. João do Mocharro onde estiveram até 1675.
1676 - Reforma da Ig. de Sta. Maria pelo prior Doutor Francisco de Azevedo Caminha (pintura do tecto).

-Morte do Pe. Francisco Gomes, natural de A-dos-Negros, um dos fundadores da Congregação do Oratório em Lisboa.

c.1684 - Azulejamento da Ig. de Sta. Maria.
1689 - Morre o beneficiado Faustino das Neves, provedor da Misericórdia.
1697 - Instituição da Capela de S. Paulo, na sacristia da Ig. de Sta. Maria, pelo prior Doutor Francisco de Azevedo Caminha.

- Azulejamento da Capela de S. Paulo por Gabriel del Barco.

1721 - Priorado da Colegiada de Sta. Maria passa para o Colégio Patriarcal através da bula Bationi congruit do Papa Inocêncio XIII.
1731 Oferta da Capela de N. S. de Monserrate à irmandade laica da Ordem Terceira de S. Francisco ( que aí estava desde 1615 ) pelo morgado António Pegado Resende e seu filho João Felix de Brito Pegado.
1739 - Lançamento da 1ª pedra do Santuário do Sr. Jesus da Pedra junto à Vila de Óbidos.
1747 - Inauguração do Santuário do Sr. Jesus da Pedra.

- André Gonçalves e José da Costa Negreiros pintam as telas dos altares do Santuário do Sr. da Pedra.

- Nascimento do músico José Joaquim dos Santos, Mestre da Capela Real. Morreu em 1801.

1748 - Morre a condessa D. Luísa Guerra, dama de corte da Rainha D. Maria Ana de Áustria ( mulher de D. João V ). Está sepultada em campa rasa bem trabalhada na Ig. da Misericórdia.
1755 - (1 Novembro) Abalo sísmico arrasa várias casas, a Ig. de S.Tiago, o Paço da Rainha, arruina a Ig. de S. Pedro, contudo não morreu ninguém em Óbidos.
1765 - Início da construção da nova Ig. de S. Tiago.
1772 - Regresso da colegiada de S. Tiago à igreja reconstruida. Entre 1755 e 1772 esteve provisóriamente na ermida de N. S. de Monserrate.
1774 - Data do portal barroco da Ig. da Misericórdia.
1775 - Extinção das merceeiras ( criadas pela Rainha D. Catarina c. 1537 ). As alfaias e paramentos religiosos foram incorporados no espólio da Ig. de N. S. do Pópulo de Caldas da Rainha.
1794 - Nasce Francisco Rafael da Silveira Malhão. Foi um dos homens mais cultos e o maior orador sacro do seu tempo.
1803 - Torre do castelo volta a ser cadeia.
1808 - Quase a totalidade da prata e ouro dos templos obidenses foram roubados nas invasões francesas
1810 - Tropas francesas levaram do Convento de Vale Benfeito toda a prata, incluindo um relicário de S. Jerónimo de grande dimensão.
1830 - Instituição do Convento de Jesus Maria José pelo padre António Gonçalves da Asseca. O Convento e Capela foi iniciado em 1831 com uma esmola do Rei D. Miguel I e inaugurado em 1833 sem nunca ter tido uso.
1833 - Demolição das ruinas do Convento das Donas Emparedadas (bem como do bairro da cerca do castelo).

-(9 Setembro) Primeira, e única, missa celebrada na Capela da Sagrada Família ( Jesus Maria José ).

1837 - Localidade de Sobral da Lagoa elevada à categoria de sede de freguesia.
1848 - Achados arqueológicos (romanos ?) no Casal da Zambujeira, junto à Quinta das Janelas.
1849 -Descoberta de uma lápide romana dedicada a Júpiter junto à Ig.  de S. João do Mocharro. No interior do templo consta ter havido outras lápides funerárias romanas.
1879 - Nasce Luís Torquato de Freitas Garcia, tomou a carreira militar, participou na 1ª guerra mundial e foi um dos membros mais activos da Associação dos Arqueólogos Portugueses, tendo fundado o Museu Arqueológico. Morreu em 1947.
Séc. XX (1ªmet) - Viveram em Óbidos os Pintores Eduardo Malta e Abílio Matos e Silva.
1925 - Localidade de Olho Marinho elevada à categoria de sede de freguesia.
1932 - Inauguração do padrão Camoneano.
 1970 - Inauguração do Museu Municipal de Óbidos. Estiveram presentes o Pesidente da República Almirante Américo Tomás, e o Cardeal Patriarca de Lisboa D. Manuel Cerejeira, diversos Ministros, Secretários de Estado e o Presidente da Fundação Calouste Gulbenkian Dr. Azeredo Perdigão.
1985 - Localidade de Gaeiras elevada à categoria de sede de freguesia.
1989 - Localidade de Usseira elevada à categoria de sede de freguesia.

CAMARA MUNICIPAL DE ÓBIDOS

 

 

 

 

 

 

Casa para férias na Guarda

 

Casa para férias na Guarda

 
     CASTELOS NO MUNDO
  

Setubal   Guarda   Almada    Castelos  Seia  Seixal    Sesimbra  Palmela  Arqueologia   Historia        Portugal no mundo

intercâmbio  ttt   Contactos    Publicidade

Copyright © swspt.

 

 


Buy Direct Text Link Ads at Direct-Link-Ads