AÇORESMADEIRAALENTEJOALGARVEBEIRA INTERIORBEIRA LITORALMINHORIBATEJOESTREMADURATRÁS OS MONTES

  Googl 

Busca Mundial Busca  Portugalweb.net

INDEX

APENDICE:

ALDEIAS

FOTOS

MAPAS

TEMPLÁRIOS

MONUMENTOS NACIONAIS

GLOSSÁRIO

FORTES E FORTALEZAS:

S. João Baptista

S.Neutel

Forte de Crismina

S.Francisco

Forte de Santa Catarina

Fortaleza Ponta da Bandeira

Torre da Medronheira

Fortaleza de Nossa Senhora da Luz

Portugal no mundo:

FORTES E FORTALEZAS

Fortalezas de Portugal

CASTELOS DO MUNDO

BRASIL

 Discover the castles of the Algarve
THE LIBRARY OF IBERIAN

RESOURCES ONLINE

A SOCIETY ORGANIZED FOR WAR
 

  MY CASTLE  WEB RING


pordata

BRASIL500

Casa para férias na Guarda

 

 
 FERRAGUDO
Aquando da fundação de Ferragudo, em 1520, foi evidente que se ergueram muros em redor do aglomerado populacional. Embora a muralha tenha desaparecido, tudo leva a crer que, segundo alguns historiadores, a mesma teria reforçado outra mais antiga. Isto, porque os antigos habitantes já teriam erguido uma Torre de Vigia entre 1481 e 1495. Uma primitiva cerca seria contemporânea dessa atalaia da qual, segundo alguns, ainda restam vestígios (?), apesar de deformados pela malha habitacional. Em 1621 a muralha ainda existia, como testemunhou Massaii, a descrever «um sítio cercado chamado Ferragudo». Antes logo da povoação, a jusante, foi então necessário erguer um baluarte potente e bem artilhado para impedir as ofensivas vindas do mar.
   Foi assim que se ergueu o Forte ou Castelo de São João do Arade por volta de 1643. Assentando numa elevação rochosa mesmo a beijar as areias da praia e as ondas da maré cheia, o Castelo revelou-se como importante marca da arquitectura militar. A fúria do mar, contudo, por vezes arrasava tudo e nem o sólido baluarte era suficientemente resistente para a conter.
   Em 1669, após violentos temporais que lhe fizeram enormes estragos, o Castelo precisou de grandes reparações.
   Em 1754, numa inspecção concretizada pelo Governador do Reino do Algarve, D. Rodrigo António de Noronha e Meneses, a fortificação foi considerada em perfeito estado de conservação. O Castelo de S. João do Arade tinha então duas baterias de artilharia, uma baixa e uma alta. A baixa era constituída por três peças, a alta por quatro. Todas elas estavam prontas a disparar da barra do Rio para as embarcações hostis que se aproximassem. Mas não durou muito esse estado de conservação, o terramoto de 1755 abalou fortemente a estrutura dos alicerces e das muralhas. Em 1765 estava numa lástima, com todos os alojamentos em ruínas. Gastou-se a quantia de 80$000 réis na sua reedificação.
   A antiga salvaguarda da população ferragudense, após a convenção de Évora Monte, entrou em decadência, tendo sido desclassificada em 1896, como posto estratégico de defesa. No final do Século XIX funcionou como salão literário com a evocação de S. João Baptista. Foi vendido em hasta pública pela quantia de 600$000 réis.
   Hoje, propriedade particular, imóvel classificado pelo Instituto Português do Património Cultural em 1975, o Forte de S. João do Arade está ricamente tratado, tal como o seu amplo jardim que está muralhado desde a Praia da Angrinha até à Praia Grande.  A fortificação comporta uma grande residência com vários conjuntos de muralhas, umas baixas e outras em plano mais elevado, de largas ameias por onde se espalham trepadeiras a enfeitar os janelões.
   As torres erguem-se ao alto e a base continua a ser beijada pelo areal e pelas ondas no abraço entre o rio e o mar.
 

 

 

Casa para férias na Guarda

 

Casa para férias na Guarda

 
     CASTELOS NO MUNDO
  

Setubal   Guarda   Almada    Castelos  Seia  Seixal    Sesimbra  Palmela  Arqueologia   Historia        Portugal no mundo

intercâmbio  ttt   Contactos    Publicidade

Copyright © swspt.

 

 


Buy Direct Text Link Ads at Direct-Link-Ads