AÇORESMADEIRAALENTEJOALGARVEBEIRA INTERIORBEIRA LITORALMINHORIBATEJOESTREMADURATRÁS OS MONTES

  Googl 

Busca Mundial Busca  Portugalweb.net

INDEX

APENDICE:

ALDEIAS

FOTOS

MAPAS

TEMPLÁRIOS

MONUMENTOS NACIONAIS

GLOSSÁRIO

FORTES E FORTALEZAS:

S. João Baptista

S.Neutel

Forte de Crismina

S.Francisco

Forte de Santa Catarina

Fortaleza Ponta da Bandeira

Torre da Medronheira

Fortaleza de Nossa Senhora da Luz

Portugal no mundo:

FORTES E FORTALEZAS

Fortalezas de Portugal

CASTELOS DO MUNDO

BRASIL

 Discover the castles of the Algarve
THE LIBRARY OF IBERIAN

RESOURCES ONLINE

A SOCIETY ORGANIZED FOR WAR
 

  MY CASTLE  WEB RING


pordata

BRASIL500

Casa para férias na Guarda

 

 
 
Castelo de Terena

Situado numa colina, tem uma visão dominante sobre toda a vila e as várzeas da ribeira do Lucefecit. As fontes tradicionais afirmam que a fortificação da vila de deveu ao rei D. Dinis, quando da doação a seu filho herdeiro D. Afonso, o bravo soldado; todavia a versão documental atribui a feitura desta obra a D. João I, monarca que integrou o burgo no padroado na Ordem de Avis.

 

   

O castelo sofreu estragos consideráveis em 1755, que foram corrigidos, parcialmente, a partir de 1972, pela Direcção Geral dos Monumentos Nacionais.

A fortaleza, construída num pronunciado mamelão dominador da ribeira do Lucefece (hoje "Lucefecit") e olhando a paisagem agreste, monótona e incolor que a envolve, está implantada em terreno xistoso e não apresenta vestígio de fosso ou cava. Distribuído em planta de pentágono irregular, flanqueado por quatro torres cilíndricas, três bastiões angulares, torre de Menagem, quadrangular, e duas portas, com os seus muros robustos e cortinados de merlões do tipo corrente da arquitectura militar em Portugal na Baixa Idade Média, são construídos de grossa alvenaria - opus incertum -, onde se aplicaram, indistintamente, o granito, o mármore e a ardósia.

 

 

A porta do campo - da TRAIÇÃO ou do SOL - voltada para a serra da Loura, em território espanhol, encontra-se protegida por dois altaneiros torreões circulares e o seu acesso foi obstruído durante a GUERRA DA RESTAURAÇÃO DE 1640. Era do tipo gótico, de lanceta, para o exterior e de arco rebaixado no corpo interno. Duas escadas emparelhadas, alcançam o adarve, bastante largo e protegido por um parapeito assenta uma sapata reforçada e divide-se em três corpos com dois andares de espaçosas salas, outrora habitáveis, terraço e cisterna no sub-solo, onde se recolhiam as águas pluviais. Alguns balcões de arcos rebaixados, de chanfros e seteiras crucíferas, de pedra, iluminam torre que alcança os 15 metros de altura e teve, até o restauro de 1972, na face axial, o campanário e o mostrador do relógio.

 

   

Este deixou de funcionar em 1755, data em que no terramoto de 1 de Novembro, desmoronou a casa  comum e engenho, sepultando nos escombros, a cisterna e outras dependências interiores. 

A TORRE DE MENAGEM e PAÇO DOS ALCAIDES deveu-se fundamentalmente ao patrocínio dos donatários Silveiras e é atribuída a um dos Arrudas, paceiros de D. Manuel I. 

Do casario da praça de armas - tanto militar como civil -, não existem quaisquer vestígios, excluindo o janelão rasgado na face nascente do muro que, ao que parece pelo gradeamento visível no debuxo de Duarte de Armas, servia de cadeia comarcã.

 

 

Casa para férias na Guarda

 

Casa para férias na Guarda

 
     CASTELOS NO MUNDO
  

Setubal   Guarda   Almada    Castelos  Seia  Seixal    Sesimbra  Palmela  Arqueologia   Historia        Portugal no mundo

intercâmbio  ttt   Contactos    Publicidade

Copyright © swspt.

 

 


Buy Direct Text Link Ads at Direct-Link-Ads