AÇORESMADEIRAALENTEJOALGARVEBEIRA INTERIORBEIRA LITORALMINHORIBATEJOESTREMADURATRÁS OS MONTES

  Googl 

Busca Mundial Busca  Portugalweb.net

INDEX

APENDICE:

ALDEIAS

FOTOS

MAPAS

TEMPLÁRIOS

MONUMENTOS NACIONAIS

GLOSSÁRIO

FORTES E FORTALEZAS:

S. João Baptista

S.Neutel

Forte de Crismina

S.Francisco

Forte de Santa Catarina

Fortaleza Ponta da Bandeira

Torre da Medronheira

Fortaleza de Nossa Senhora da Luz

Portugal no mundo:

FORTES E FORTALEZAS

Fortalezas de Portugal

CASTELOS DO MUNDO

BRASIL

 Discover the castles of the Algarve
THE LIBRARY OF IBERIAN

RESOURCES ONLINE

A SOCIETY ORGANIZED FOR WAR
 

  MY CASTLE  WEB RING


pordata

BRASIL500

Casa para férias na Guarda

 

 
 
Já não há inimigos no horizonte. A Guerra da Restauração já lá vai a idade da "reforma" há muito que chegou. Todos os perigos que passou por ser um castelo de fronteira estão ultrapassados. Porém, da sua parriçipação nes- tas batalhas, ficaram-lhe muitas mazelas e o que nós encontramos hoje é um castelo bastante mutilado pelas campanhas do século XV11. No alto do monte persiste uma Torre de Menagem em ruínas, parte da muralha, algumas amei- as, adarves, portas góticas e uma vista espec- tacUlar sobre a aldeia branca e o horizonte.

Mais uma vez, foi o rei D. Dinis o "padrinho" deste castelo de Alegrete. Concedeu foral à povoação de Alegrete em 1319, isentando-a da dependência jurisdicional de Portalegre, pedindo em troca a construção do castelo pelos moradores.

Já se passaram seis séculos desde que as pedras do castelo foram sobrepostas umas sobre as outras, testando leis de equilíbrio. Agora, e se nada for feito em contrário. a decadência parece ser o caminho mais provável para quem tentou barrar as portas ao inimigo.

Castelo de Alegrete

Localização: localidade de Alegrete, concelho de Portalegre, distrito de Portalegre

Localização cartográfica: Latitude 43º45'N         Longitude 44ºE

Património classificado pelo IPA, com o nº 1214020010,como Monumento Nacional, Dec. nº35 443, DG 1 de 02 Janeiro 1946

Caracterização:
  • área: 87 528 663 m2
  • densidade populacional: 2 084
  • propriedade: pública 
  • distância a Lisboa: 216,9Km; 2h52m
  • distância ao Porto:339,1 Km; 3h48m
  • distância a Coimbra: 235, 5 Km; 2h54m

Festividades:

a 15 de Agosto, Festas de Alegrete

Vista parcial da Muralha

Contactos:

Junta de Freguesia de Alegrete, Largo do Espírito Santo, 1, Alegrete
Tel.:
245 965 181

Posto de Turismo de Portalegre, Palácio Póvoas – Rossio Telefone – 245331359 ; Fax - 245330235 - Portalegre

Câmara Municipal de Portalegre - Largo do Município 7300 Portalegre Tel: 245 300 120 Fax: 245 330 235

Visitas guiadas: não tem

Alojamento:

  • Hotel D. Pedro III - Avenida da Liberdade - Portalegre Tel: 245 330192
  • Estalagem Quinta da Saúde - EN 246-2 - Quinta da Saúde Tel: 245 331798
  • Pensão Nova - Rua 31 de Janeiro, 28-30 - Portalegre Tel: 245 330812
  • Residencial S. Pedro - Rua da Mouraria, 14 - Portalegre Tel: 245 3308117
  • Residencial Mansão Alto Alentejo - Rua 19 de Junho,59 - Portalegre 
  • Residencial St. António - Av. Santo António - Portalegre
  • Quinta da Fonte Fria - Fonte Fria - Portalegre - Tel: 245 205471
  • Quinta das Varandas - serra de S. Mamede - Portalegre Tel: 245 208883
  • Pousada da Juventude - Praça da República - Portalegre 
  • Parque de Campismo Orbitur - Quinta da Saúde - Portalegre

Restauração:

Restaurante Ricardo, Vale de Cavalos, Telefone - 24596515 - 7300-335 Alegrete

Interior

Torre Menagem (ruínas)

História: A construção pensa-se que remonta à época dos Lusitanos, tendo depois sido utilizada por romanos, que foram inteligentes aproveitadores da sabedoria dos povos que iam dominando, valorizando as suas fortificações. Presume-se também que a fortificação não terá escapado à destruição dos Vândalos, tendo sido mais tarde reconstruído pelos  Alanos. Porém muitos séculos passaram até à Reconquista Cristã, altura em que começa a verdadeira introdução de Alegrete na história, documentada e segura.

A ocupação islamita desta fortificação vai desde o séc. VIII até ao século XII, aquando da tomada desta praça por D. Afonso Henriques, não mais saindo da hegemonia portuguesa, excepto em 1475 para Espanha.

Provavelmente terá sofrido obras de recomposição, por parte dos Mouros, antes da sua conquista por D. Afonso Henriques, mas certo parece ser o restauro de D. Afonso III e D. Dinis executado sobre obra muçulmana danificada. Sendo um castelo de fronteira, inseriu-se naturalmente em muitas campanhas guerreiras.

Vista da Muralha

Entrada

Arquitectura:  Exemplar da arquitectura militar gótica, dadas as características da planimetria das muralhas, do castelo e da fortificação utilizada. De Planta rectangular. A sua muralha tem entrada dupla e dois torreões de planta semicircular semelhantes aos baluartes. Uma torre rectangular de dois tramos também faz parte do conjunto. O adare, com acesso por escada de pedra, está alicerçado no terreno e disposto transversalmente no pano da muralha.

Torre (ruínas)

Entrada

Impacto Turístico:  O Castelo encontra-se em mau estado de conservação, caso contrário poderia constituir um importante polo de atracção turística para esta região bastante afectada pela sua interioridade. Não tem existido grande preocupação em procurar preservar este marco importantíssimo da história do nosso país, que é o castelo de Alegrete, colocado estrategicamente junto à fronteira,  para os nossos antepassados de defenderem dos invasores. A não reparação do castelo, provavelmente,  será para dar mais realismo, de modo a retratar fielmente o estado em que ficou no passado.

Planta das Muralhas

Bibliografia:

Barbosa, Inácio de Vilhena , As Cidades e as Vilas da Monarquia Portuguesa com Brasões de Armas, vol.3, Lisboa;

Dicionário Enciclopédico da História de Portugal, Publicações Alfa, volume I e II

Folhetos informativos da DG dos Edifícios e MN( Inventário do Património Arquitectónico );

Gil, Júlio, Os Mais Belos Castelos de Portugal, Editorial Verbo, 1986.

Keil, Luís, Inventário Artístico de Portugal, Distrito de Portalegre, Lisboa, 194;

Sotto Mayor, Diogo Pereira, Tratado da Cidade de Portalegre, Portalegre, 1984;

 Silva, Aurélio Nunes, Portalegre na História Militar de Portugal, 1950;

-"CASTELOS DE PORTUGAL" - CD interactivo, Correio da Manhã, 1999

- "A GLORIOSA HISTÓRIA DOS MAIS BELOS CASTELOS DE PORTUGAL", Portucalense Editora, 1969

 

 

Casa para férias na Guarda

 

Casa para férias na Guarda

 
     CASTELOS NO MUNDO
  

Setubal   Guarda   Almada    Castelos  Seia  Seixal    Sesimbra  Palmela  Arqueologia   Historia        Portugal no mundo

intercâmbio  ttt   Contactos    Publicidade

Copyright © swspt.

 

 


Buy Direct Text Link Ads at Direct-Link-Ads