AÇORESMADEIRAALENTEJOALGARVEBEIRA INTERIORBEIRA LITORALMINHORIBATEJOESTREMADURATRÁS OS MONTES

  Googl 

Busca Mundial Busca  Portugalweb.net

INDEX

APENDICE:

ALDEIAS

FOTOS

MAPAS

TEMPLÁRIOS

MONUMENTOS NACIONAIS

GLOSSÁRIO

FORTES E FORTALEZAS:

S. João Baptista

S.Neutel

Forte de Crismina

S.Francisco

Forte de Santa Catarina

Fortaleza Ponta da Bandeira

Torre da Medronheira

Fortaleza de Nossa Senhora da Luz

Portugal no mundo:

FORTES E FORTALEZAS

Fortalezas de Portugal

CASTELOS DO MUNDO

BRASIL

 Discover the castles of the Algarve
THE LIBRARY OF IBERIAN

RESOURCES ONLINE

A SOCIETY ORGANIZED FOR WAR
 

  MY CASTLE  WEB RING


pordata

BRASIL500

Casa para férias na Guarda

 

 
CASTRO LABOREIRO










 

 

 

 

Afonso III, de Castela, dá Castro Laboreiro e Castro ao Conde D. Hermenegildo, avô de São Rosendo, por este ter vencido Witiza que se havia revoltado; durante o domínio do Conde galego, o Castro foi adaptado a castelo, caindo depois no poder dos mouros; 1044 - D. Afonso Henriques conquista-o; Desde 1271 até 1855 foi esta região Vila e sede de concelho, com Alcaidia e tribunal a que estava entregue o destino da sua população. Pertença do Condado de Barcelos até 1834. Comenda da Ordem de Cristo desde 1319.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Castelo de Castro Laboreiro

  • Localização :Castro Laboreiro - Junto ao Lugar da Vila

     

  • Acesso : EN. 202

     

  • Protecção : MN, Dec. nº 33 587, DG 63 de 27 Março 1944

     

  • Enquadramento : Rural, isolado, implantação destacada. Implanta-se no cimo de um monte, com 1033 m. de altitude, entre as bacias do rio Minho e do Lima.

     

  • Descrição : Planta oval, orientada no sentido N. / S., com restos de pano de muralha erguidas sobre as fragas, por vezes fazendo reentrâncias, que correspondem às antigas torres assinaladas por Duarte Darmas. A entrada principal - Porta do Sol - abre-se a nascente e a da traição - Porta do Sapo - a N., de arco pleno sobre pés-direitos. Pano de muralha no sentido E. / O. cria recinto fechado, com acesso por ponte de arco pleno sobre pés-direitos, e utilizado para recolha de gado e bens em época de invasão. Junto a esta muralha conservam-se ruínas da antiga cisterna.

     

  • Utilização Inicial : Militar. Castelo de defesa

     

  • Época de Construção : Séc. 13 (conjectural)

     

 

  • Cronologia : Afonso III, de Castela, dá povoação de Castro Laboreiro e Castro ao Conde D. Hermenegildo, avô de São Rosendo, por este ter vencido Witiza que se havia revoltado; durante o domínio do Conde galego, o Castro foi adaptado a castelo, caindo depois no poder dos mouros; 1044 - D. Afonso Henriques conquista-o; 1145 - restaura-o; séc. 12 - segundo inscrição, D. Sancho I completou a obra; 1212 - arrasado durante a invasão Leonesa; 1290 - reconstruído por D. Dinis; os Gomes de Abreu, de Merufe, tiveram durante muitos anos a alcaidaria de Laboreiro, que andava junta com a de Melgaço; 1375 - D. Fernando deu a alcaidaria a Estevão Anes Marinho; séc. 14 - depois da conquista de Melgaço, D. João I usou Castro Laboreiro para deter as várias incursões castelhanas vindas da Galiza; 1441 - era alcaide-mor Martim de Castro, que foi afastado devido a queixas dos moradores da vila; 1666, Mai. - Baltazar Pantoja tomou o castelo de supresa depois de 4 horas de luta; deixou como Governador D. Pedro Esteves Ricarte, que se rendeu ao 3º Conde de Prado, D. Francisco de Sousa; 1715 - depois de estabelecida a paz, ficou desguarnecido; 1766 / 1778 - o Conde de Bobadela, Governador das Armas da Província, ali mandou recolher 400 homens e mulheres que se negaram a apresentar seus filhos recenseados para o serviço militar; 1746 / 1779 - foi Governador da vila de Castro Laboreiro Manuel de Araújo Machado; 1801 - ocupado por tropas e defendido com 4 peças.

     

  • Tipologia : Arquitectura militar românica. Ruínas de um castelo românico com cintura de muralhas envolvendo a torre de menagem central e integrando também cisterna.

     

  • Caracteristicas Particulares : Castelo construído no cimo de um monte, de difícil acesso, adaptando-se à morfologia do terreno. Foi construído por D. Dinis onde anteriormente se erguia um outro referenciado documentalmente desde há muito.

     

  • Bibliografia : VIEIRA, José Augusto, O Minho Pittoresco, vol. 1, Lisboa, 1886; GUERRA, Luís de Figueiredo, Castelos do Distrito de Viana do Castelo, sep. de O Instituto, vol. 73, nº 5, Coimbra, 1926; s.a., Castelos de Portugal in MAMA SUME, nº 5, Fev. / Mar. 1981, p. 39 - 46; ALMEIDA, Carlos Alberto Ferreira de, Alto Minho, Lisboa, 1987; ALMEIDA, José António Ferreira de, Tesouros Artísticos de Portugal, Porto, 1988.

     

  • Intervenção Realizada : 1979 - trabalhos de consolidação em vários troços, arranque de vegetação e remoção de terras; 1980 - trabalhos de consolidação e beneficiação; 1981 - continuação.
 

 

 

Casa para férias na Guarda

 

Casa para férias na Guarda

 
     CASTELOS NO MUNDO
  

Setubal   Guarda   Almada    Castelos  Seia  Seixal    Sesimbra  Palmela  Arqueologia   Historia        Portugal no mundo

intercâmbio  ttt   Contactos    Publicidade

Copyright © swspt.

 

 


Buy Direct Text Link Ads at Direct-Link-Ads